Um fórum, uma comunidade, para os vampiros reais e para aqueles que apreciam a série True Blood entre outras séries vampíricas e manifestações vampíricas.


    Allan Ball fala sobre a 3ª temporada - Longa Entrevista (Spoiler!)

    Compartilhe
    avatar
    Lestat
    Admin
    Admin

    Mensagens : 71
    Data de inscrição : 08/09/2009

    Allan Ball fala sobre a 3ª temporada - Longa Entrevista (Spoiler!)

    Mensagem por Lestat em Qui Set 17, 2009 9:03 pm

    Comentário sobre a 3ª Temporada

    Atenção, Spoiler!



    Ontem, o site do TV Squad publicou uma entrevista gigante com o Alan Ball, uma das melhores que ele já concedeu. Nela, o criador de True Blood comentou desde asuntos já clichês, como os motivos para o boom de vampiros e a relação entre a Sookie e o Eric, até revelações sobre a terceira temporada. Portanto, cuidado, porque contém uma quantidade considerável de spoilers. Confira a versão traduzida abaixo:

    Eu perguntei aos leitores do TV Squad o que eles gostariam que eu perguntasse para você, e a maioria das perguntas pedidas envolvia os livros. Alguns sentem que a série não é fiel aos livros. O que você pensa sobre isso?

    Eu acho que um livro e um programa de televisão são dois tipos diferentes de mídia. Se eu seguisse fielmente os livros, [a série] seria só sobre a Sookie, porque é ela quem narra a história, e os outros personagens mal iriam aparecer. O Jason só apareceria no bar para abraçar a Sookie e fazer com que todos pensassem que ele amava a irmã dele para, assim, conseguir pegar alguém. A Tara não teria aparecido até essa temporada, e seria branca. O Lafayette estaria morto.

    Então tudo que eu posso dizer para essas pessoas é que a série é baseada nos livros, mas não é uma adaptação literal deles. Eu estou fazendo o que acredito ser o melhor para transformar essa história numa série de TV. Outra coisa: se eu só seguisse os livros, não haveria surpresas. Você poderia pegar os livros em qualquer lugar e saberia exatamente o que estaria por vir. Então, pessoalmente, eu não vejo benefício algum em fazer uma cópia exata deles para a TV.

    Eu falei com o Stephen Moyer no início do ano e ele disse a mesma coisa. Então qual é o processo criativo que você utiliza para decidir quais histórias e personagens vai seguir?

    Bem, a Sookie narra os livros, então a história dela já é automaticamente contada. No início de cada temporada, nós consultamos os livros e pegamos os pontos que adoramos e os pontos que acreditamos que dariam bons cliffhangers em finais de episódios. Então nós começamos a encaixar os outros personagens, porque, apesar de a Anna ser a estrela e a Sookie ser a personagem central, é uma série em conjunto. Isso é uma das coisas que eu adoro; há tantos personagens, há sempre espaço para todo mundo.

    Às vezes, nós olhamos para algo que acontece nos livros e pensamos “talvez isso ficasse melhor se nós mudássemos”. Por exemplo, eu adoro os livros, e considero a Charlaine uma escritora fantástica, tiro meu chapéu pra ela e estou esperando ansiosamente o próximo livro da série, mas no primeiro livro, quando o Longshadow ataca a Sookie, é o Eric quem o mata com uma estaca. Havia algo vago ali, como "Oh, o Eric está encrencado. Ele vai ter que andar na prancha". Nos pareceu mais dramático, no mundo da nossa série de TV, se Bill fosse quem o matasse. Nada disso estava no livro e, caso tivesse sido o Eric, naquele ponto da participação dele na série, não acho que teria feito sentido. O Eric foi apresentado meio que na periferia do Bill e da Sookie, e só agora ele se tornou um personagem auto-suficiente.

    E você não poderia ter escolhido punição melhor para o Bill.
    Sim, nós escolhemos a pior punição possível para o Bill, que foi ser obrigado a fazer um vampiro. Agora, nós temos essa menina doida, ex-cristã, educada em casa e anti-social, que virou uma vampira, a qual eu acho uma personagem fantástica.

    A Jessica é maravilhosa.
    E, mais uma vez, se nós tivéssemos sido fiéis aos livros, nós não teríamos a Jessica. Então, para as pessoas que amam os livros, vocês sempre os terão. Nós não estamos tirando nada daquilo de vocês.

    O Eric terá maior expressividade na terceira temporada? Ele e a Sookie vão ficar juntos?
    Eu não posso te dizer se eles vão ficar juntos, porque isso estragaria a surpresa. Mas, se você veio acompanhando a segunda temporada, [viu que] o Eric definitivamente tem feito coisas para deixar a Sookie mais suscetível a ele. Ele realmente a quer, só não sabe por que. Eu acho que é mais profundo do que “eu a quero porque o Bill Compton a tem”, embora tenha um pouco desse sentimento nisso, porque o Eric é totalmente um “macho alfa”.

    Sim, aquela cena no início de "Frenzy" [com o Eric e a Sookie juntos na cama] foi legal, mas eu me senti mal pelo Bill. Eu sou tão fã do Eric como qualquer garota, mas escolher entre ele e o Bill vai ser difícil!
    Ambos são vampiros, e ambos estão mortos. É o clássico homem bom/bad boy. O homem do bem, ele é legal, mas o bad boy… você não consegue parar de pensar nele.

    Certo. E todos nós meio que queremos que o Eric deixe o cabelo dele crescer de novo.
    Sério?

    Com certeza.
    Ele usava uma peruca na primeira temporada, mas nós a achávamos ridícula. Eu recebi vários e-mails dizendo "ah, eu queria que tirassem aquela peruca dele," então nós a tiramos. O corte de cabelo foi só para removê-la. Eu acho que ele está muito melhor assim, e o Alexander realmente se soltou mais como ator. É como se a peruca tivesse ido embora para ele desabrochar.



    Todos estão fantásticos na série. Eu não sei como você conseguiu juntar todas essas pessoas, encaixadas em papéis perfeitos para cada uma. Você já tinha alguns atores em mente?
    De maneira alguma. Eu não trabalho dessa forma. Para mim, o personagem é auto-suficiente quando estou escrevendo e, naquele ponto, eu já havia lido seis livros da Charlaine que me deixaram perfeitamente claro quem os personagens eram. O mais importante para mim é encontrar a pessoa que pode habitar espiritualmente aquele papel, que preencha a essência do personagem, e não quem é completamente igual ao personagem descrito nos livros. Eu tenho sorte, porque quando você trabalha com a HBO, você não tem um comitê de pessoas se metendo nas suas decisões. Não tem ninguém falando “olha, você tem que escalar gente conhecida, porque senão ninguém vai assistir à série”. Então, não sou obrigado a escalar apenas rostos familiares, o que eu adoro, porque assim você pode ir conhecendo o personagem sem ficar pensando “ah, é aquele cara daquela série!” Admito, todos sabiam quem Anna [Paquin] era, mas eu acho que ela se reinventou.

    Ela se reinventou completamente. Quero dizer, agora não consigo imaginá-la como outra pessoa senão a Sookie. Eu sempre digo nas minhas reviews que, em cada episódio, nós temos amor, luxúria, sexo, carinho e decepções. Eu tiro o chapéu pra você por conseguir fazer isso em todos os episódios. Nunca falta nenhum desses elementos.
    Bem, muito obrigado. Nós trabalhamos muito duro, então é muito gratificante escutar isso. Fico realmente grato.

    É o trabalho em equipe que consegue reunir tudo isso em todos os episódios?
    O que é interessante sobre True Blood é que, diferente de Six Feet Under, a série é divertida, muito divertida. Eu nunca trabalhei com esse gênero, então tudo isso é meio novo pra mim. Como um contador de histórias, eu certamente tenho várias portas diferentes para serem abertas, portas que eu não tinha com Six Feet Under. Nós realmente GOSTAMOS de ir trabalhar.

    Nessas últimas semanas eu estive trabalhando com os escritores no episódio de estréia para a terceira temporada, e eles querem escrever mesmo de férias, o que é ótimo, porque eu gosto de ser muito organizado. Normalmente, estamos quarto ou cinco episódios à frente, e eu não sei trabalhar de outra forma. Eu conheço um monte de series que trabalham no estilo “toma, aqui está o roteiro”, bem antes da filmagem. Eu teria um ataque do coração. A ansiedade seria demais para mim, eu não tenho tanta coragem assim.

    Eu me apaixonei completamente por Six Feet Under, mas eu chorei em praticamente todos os episódios, especialmente quando a série começou a caminhar para o final.

    Sim. Quero dizer, a série era sobre luto e sobre viver com o luto, enquanto True Blood é apenas escapismo. Nós realmente tentamos enraizar as relações e os personagens de modo a faze-los compreensíveis e psicologicamente aceitáveis, com atitudes que nós possamos reconhecer. Mas, você sabe, estamos falando de vampiros e caras que se transformam em cachorros…

    Estou sempre preparado para ficar chocada e impressionada em cada episódio, e eu realmente fico. Você pode nos dizer alguma coisa sobre a terceira temporada?
    Bom, o livro está aí pra quem quiser ler, então não vou estar fazendo nenhuma grande revelação se disser quer vamos conhecer o Rei Vampiro do Mississippi, Russell Edgington. E nós encontraremos lobisomens pela primeira vez; nós só ouvimos falar sobre eles, mas vamos conhecê-los. E eu estou muito empolgado com a personagem Debbie Pelt.

    Já que eu não li os livros, quem é essa pessoa?
    Debbie Pelt é a ex-namorada de um cara que está ajudando a Sookie a tentar encontrar o Bill. Ela é durona, uma braquela louca de saltos. Ela é muito divertida. Mas há outros ótimos personagens também. Todos estarão passando por uma crise de identidade na terceira temporada – O que eu sou? Quem eu sou? O que é a minha vida? Ela é o que eu quero que ela seja? Como eu faço ela ser o que eu quero que ela seja? Quais são meus reais valores? E algumas pessoas vão estar pensando “Eu sou humano? Eu sempre achei que fosse, mas talvez eu estivesse errado”. Para um caso em particular, a resposta será, "Sim, querido, você estava errado”.

    É a Sookie? Ela é em parte fada? Você pode falar sobre isso?
    Eu posso dizer que a Sookie não é cem por cento humana. Agora ela sabe disso.

    Depois daquele episódio da luz branca com a Maryann…
    Sim. Ela não sabe o que ela é, mas sabe que ela não é totalmente humana.

    As pessoas realmente gostaram da história envolvendo o Sam, o Andy e o Jason. Elas ficavam, “eles precisam de um spin- off!” O Sam e o Andy possuem de fato alguma ligação?
    Eles não têm nenhuma relação; entretanto, o Andy está relacionado a alguém. Ele não sabe disso, mas vai ficar chocado quando descobrir quem é.

    O Andy parece ser imune às magias da Maryann. Você pode nos dizer por que?
    Eu diria que ele tem sido imune até agora.

    Ok. E Godric, ele está realmente morto?
    Ele está realmente morto.

    A cena entre Godric, Eric e Sookie no final do episódio "I Will Rise Up" foi realmente bonita.
    Sim, eu adorei aquela cena. Entretanto, Godric e Eric têm mil anos de flashbacks para serem explorados.

    As pessoas não têm gostado da história com a Maryann. O que você pensa sobre isso?
    Estou perplexo, porque eu acho que a personagem e a atriz são fantásticas. Eu também conheço um monte de pessoas que realmente adoram-na. Acho que as pessoas são impacientes, você sabe o que quero dizer? Quando sua história vale a pena, é realmente muito gratificante.

    Ela vai estar na terceira temporada?
    Não, Maryann não estará na terceira temporada.

    Quando eu assisto a True Blood, eu fico meio que preparada para ser assustada, e eu normalmente sou, mas de um jeito bom. Quando você está pesquisando sobre esse monte de coisas, é assustador ter que pensar e escrever sobre elas, ou é só diversão pra você?



    Você quer dizer pesquisar sobre pessoas que comem
    corações de outras pessoas?

    Sim, coisas sobrenaturais.

    Bem, meu objetivo para a série é abordar o sobrenatural como uma manifestação mais profunda que a natureza, mais profunda do que talvez sejamos capazes de perceber. Mas na minha vida pessoal, eu acredito que lendas sobrenaturais e coisas místicas são apenas manifestações do inconsciente coletivo, então eu realmente não fico com medo. Quero dizer, com certeza você lê sobre coisas horríveis que pessoas fizeram umas às outras em busca de algum objetivo místico ou oculto, mas isso é apenas a natureza humana. É só psicologia. Psicopatas existem em todos os lugares e tem existido ao longo de toda a história.

    Você acredita no sobrenatural?
    Eu com certeza acredito que o que percebemos como humanos é apenas a ponta do iceberg. Eu não acredito necessariamente em vampiros, lobisomens, ou coisas desse tipo, mas acredito que realmente haja um plano ao qual não temos acesso. Eu não sei do que se trata, então eu hesito em ir mais fundo nessas coisas do que isso. Porque eu não faço idéia do que seja, mas sei que existe.

    Por que você acha que as pessoas estão tão interessadas em vampiros agora?
    Bom, honestamente, eu acho que foi coincidência vários filmes, series e livros sobre vampiros terem surgido ao mesmo tempo. Mas eu também acredito que vampiros são sexy. Eles são um retrato muito primitivo da sexualidade. Também é divertido fantasiar sobre essas criaturas que são mais fortes que a gente, que nos forçam contra a nossa vontade por caminhos muito sensuais e selvagens, enquanto não é exatamente divertido imaginar um humano fazendo essas coisas. É fantasioso você imaginar se render a isso de uma maneira segura, porque você sabe que um vampiro nunca vai realmente vir atrás de você.

    Certo, e eles são protetores, como o Bill é com a Sookie. Alguns deles, pelo menos. Isso é atraente.
    Nós vamos conhecer um vampiro na terceira temporada que não é nem um pouco protetor. Quem leu os livros vai reconhecer o nome: Franklin Mott.

    Fonte: Fangtasia Brasil.

    Mais um artigo selecionado e partilhado pela Midnight News. Quem estiver interessado em ser jornalista no fórum, por favor entrar em contato comigo.

    Morda com moderação.

    Cordialmente,

    Godric.


    _________________


    "Tudo o que você sabe, você descobriu em si."

      Data/hora atual: Qui Nov 23, 2017 12:07 pm